Seja bem vindo ao nosso fórum!

Para escrever seu primeiro texto, role a página e clique em “Você e sua poesia”.

Caminho de navegação do fórum - Você está aqui:Recanto da PoesiaPoesia social: Poesia socialA minha casa não é minha
Please or Cadastrar to create posts and topics.

A minha casa não é minha

Nasci numa casa abandonada

Onde nada existe para mim,

Tudo existe para um fim

Que faz de mim alma penada.

Já nasci com peso nos ombros,

Cresci no meio dos escombros

A sentir a poeira nos olhos e a noite em pleno dia,

Feito um fruto que sem amadurecer já apodrecia.

 

Mudo de cor só de olhar o horror

De fazer tudo e não saber qual o sabor.

O vento leva tudo

Nada fica para mim.

Fico assim, sem eira nem beira,

Feito madeira consumida por cupim.

 

Míngua a minha língua,

Surge uma íngua na minha alma.

Envergonhada por não poder

Fazer nada diante do que desalma

A minha alma vaga, sem vaga,

Sem nada, no fundo do poço

Dessa Pátria que degrada,

Culpada até o pescoço.

Lia has reacted to this post.
Lia

Muita sensibilidade em cada verso. Emocionante poesia.

Parabéns!

 

2024 © Recanto da poesia - Todos os direitos reservados. | Políticas de privacidade